William e Luis Fabiano: protagonistas que viraram coadjuvantes na semifinal

0
13

Enquanto todos ficam focados nos preparativos para o jogo em Mogi Mirim, entre Ponte Preta e São Paulo, poucos se dão conta da ausência no gramado do Estádio Romildo Ferreira de dois jogadores que em conjuntura normal seriam os personagens principais da semifinal da Copa Sul-Americana: William e Luis Fabiano. Consagrados, autores de gols memoráveis e com identificação junto ao seu torcedores, podemos dizer que esses dois atletas pregaram uma peça no mundo da bola.

Quando desembarcou no Majestoso, William prometeu que faria 30 gols na temporada. Tudo corria bem para o cumprimento da meta e os 14 gols no Brasileirão diziam implicitamente que tudo era uma questão de tempo. No entanto, uma lesão muscular produzir um efeito inesperado: o camisa 9 da Ponte Preta demorou no seu processo de recuperação e quando foi acionado pelo técnico Jorginho seu desempenho, apesar do esforço e dedicação, deixou muito a desejar. Leonardo entrou e mesmo com faro de gol um pouco abaixo do titular tem velocidade e força suficiente para acompanhar Rildo na puxada de contra-ataque.

Mesmo quadro pode ser dito em relação ao atacante Luís Fabiano. Suas seguidas lesões e a demora na recuperação transformaram o outrora atacante rápido e moderno em um jogador facilmente marcado. Foi substituído por Aloisio, muito mais voluntarioso e com mobilidade suficiente para surpreender o adversário. Resumo da ópera: jogar apenas com o nome e a credibilidade construída no futebol está fora de moda no futebol.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here