Só um milagre elegerá Haddad em São Paulo

0
18

Os movimentos de esquerda gostam (com razão) de enumerar as qualidades de liderança do ex-presidente Lula. A indicação e a vitória de Dilma foram sintomas claros de que sua percepção política é notável e deixa a oposição sem ação. Mas também é verdade que dificilmente reconhecem a verdade. Não conseguem vislumbrar que Lula é humano e comete erros crassos de avaliação.

Vou ao ponto: Fernando Haddad só será prefeito de São Paulo por um milagre. É só fazer uma retrospectiva: a candidatura até agora não recebeu apoios de peso e tem dificuldades para atrair siglas e automaticamente aumentar o tempo de televisão. A principal cabo eleitoral, Marta Suplicy, vive às turras com o partido por considerar-se excluída do processo de prévias. Pior: faltou ao lançamento da candidatura e deu uma desculpa esfarraparada. Para piorar, até agora, nenhuma ideia nova foi lançada ao distinto público em relação à candidatura. Sobra teoria e falta emoção.

O pior é em relação ao perfil do candidato. Fernando Haddad tem ótimo perfil técnico, mas seu histórico lhe conecta muito mais com as classes médias e alta do que com as populares.Pergunta: como convencer milhões de pessoas em menos de três meses de que o candidato está conectado com o ideário do Partido dos Trabalhadores?

A única chance de Haddad será em cima da rejeição à José Serra ou torcer para que Gabriel Chalita ou Celso Russomano não empreendam uma arrancada fulminante no rumo do segundo turno. Caso contrário, o fracasso está na rota de Lula, que deverá mostrar capacidade para sair da má fase. Que é nítida.

SHARE
Previous articleMarcelo Adnet presta serviço à televisão brasileira
Next articleRio +20: Quem se importa?
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here