Seleção Brasileira: Técnico estrangeiro já! Ou não?

1
12

Com a humilhação sofrida contra a Alemanha, o nome de Tite surgiu como comandante da Seleção Brasileira para a Copa de 2018. Campeão de tudo pelo Corinthians, seria o responsável em formatar um time competitivo para as eliminatórias e amistosos caça níqueis.

Respeito o trabalho do ex-volante de Guarani e Portuguesa, mas é precisa ousar. Está na hora de promover uma guinada e bancar a contratação de um técnico estrangeiro. Uma sacudida no mercado para motivar a reciclagem dos outros profissionais da bola.

No atual mundial, todas as seleções tinham variações táticas e de posicionamento. Ou modelos de jogo conforme a característica do oponente. Jorge Sampaoli, por exemplo, filma todos os seus treinamentos e analisa o desempenho de cada jogador. Estudo os adversários em minúcias. Quase desclassificou o Brasil.

Em um misto de arrogância, soberba e corporativismo, os técnicos brasileiros se colocam acima do bem e do mal, pensam que não precisam aprender. Chega!

José Mourinho, Guardiola, Simeone, Van Gaal, Carlo Ancelotti, Fábio Capelo…Qualquer um desses profissionais dariam uma contribuição preciosa ao futebol brasileiro. E tiraria da letargia uma categoria desunida e sem fome de reciclagem. Delírio? Veja o Campeonato Brasileiro, a montagem das equipes e verá que não deliro.

1 COMMENT

  1. se alguma coisa poderia tirar a sensação de humilhação que eu estou, e me dar uma luz no fim do túnel era ouvir que `pep guardiola`treinaria a seleção brasileira, com certeza talentos nos temos e um técnico como guardiola sabe usar isso como nenhum outro no mundo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here