Ronaldo Nazário calado é um poeta

0
10

Sinceramente, não há como chegar a outra conclusão quando me deparo com Ronaldo Nazário: a aposentadoria lhe fez muito mal. Artilheiro nato, campeão do mundo, ícone da publicidade mundial, o agora ex-jogador troca os pés pe comlas mãos na hora de tentar emplacar outras atividades. Tenta assessorar Neymar e com o perdão da palavra, virou especialista em dizer bobagens. Na premiação de melhor do mundo da Fifa, apesar do prêmio conseguido pelo atacante santista pelo belo gol feito contra o Flamengo, o ex-craque disse que Neymar só conseguirá ser o melhor do mundo se conseguir atuar na Europa.

Ronaldo deveria estar careca de saber que cada ano tem a sua característica especifica. Exemplo clássico: em 2006, Canavarro jogou apenas 30 dias de um bom futebol. Aliás, de desempenho impecável, quando conduziu a Itália ao titulo mundial. Seis meses depois, apesar de transferir-se ao Real Madrid e com atuações apagadas, levou o titulo de melhor do mundo. O próprio Ronaldo só arrebatou o titulo de melhor do planeta em 2002 graças aos seus gols na Coréia e no Japão. Além disso, ir embora cedo para a europa não é traduzido automaticamente em estrelado. Basta relembrar o caso de Robinho, que saiu a peso de ouro para o Real Madrid em 2005 e não aconteceu nada.

Então, pense na seguinte cena: Neymar continua no Santos, atua na Copa de 2014, conduz o Brasil à final, conquista o titulo e faz uma pancada de gols. Alguém duvida de que ele será o favorito em uma eleição no final do ano? Olha, é a velha história: o Ronaldo calado é um poeta.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here