Reconhecimento de títulos: com que objetivo?

0
15

Existem alguns assuntos especialistas em gerar tédio. Um desses temas é a unificação dos títulos do período de 1959 a 1971 e que tinha diversos nomes: Copa Brasil, Taça Roberto Gomes Pedrosa, Taça Brasil…uma verdadeira salada. Lógico, Santos e Palmeiras comemoram o acréscimo de títulos como um diamante bruto, pois futuramente será utilizado como barganha na negociação de patrocínios e parcerias. Assim é o futebol.

Independente do reconhecimento ou não da CBF, os torcedores dessas equipes já tinham em seu coração o sentimento de campeão brasileiro. Após vencer o Guarani, por exemplo, os torcedores do Fluminense, ostentavam uma faixa com a inclusão da conquista do Robertão de 1970. Ao conquistar os títulos de 2002 e 2004, o torcedor santista jamais esqueceu as epopéias vividas por Pelé em todos os campos do Brasil. O Bahia, por sua vez, nunca ignorou a façanha de vencer a equipe da Vila Belmiro em 1959 e faturar o caneco nacional.

Na verdade, todo esse debate serve apenas para gastar papel, tinta e carregar páginas de internet no final do ano, escasso sempre em noticias. O resto é conversa fiada. Queiram ou não.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here