Quem liga para a televisão?

0
35

Estamos prestes a dormir e minha esposa chega a uma conclusão: há muito tempo não assiste televisão. Não faz falta. Não é só por costume. Não tem produtos que lhe atraiam: novelas, seriados, filmes, jornalismo. Tudo, de uma forma ou de outra, ela consegue apurar junto a sites e portais de internet.

Para quem é jornalista, como eu, encarar uma opinião como essa é um desafio. Por um lado, é desalentador por perceber que o modelo do consumidor apático e sem iniciativa está no passado. A participação, a interatividade e a troca de conteúdo é o mote do modelo de comunicação do Século 21. A televisão não fica atrás. Uma hora ou outra a análise terá que ser feita.

Hoje, serviços como Netflix disponibilizam seriados com 15 ou 20 episódios para serem consumidos de uma vez. O que a televisão tradicional apresentará para responder essa demanda? O desafio é para que as pessoas continuem a se interessar por televisão, rádio e outros meios eletrônicos diante das variações demonstradas pela internet. Ou mudamos ou morremos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here