Ponte Preta volta a respirar. Agora, o desafio duplo será no RJ

0
20

Aconteceu o que todos esperavam: a Macaca conseguiu sua primeira vitória na divisão de elite. Teve uma planificação tática perfeita, anulou os pontos fortes do adversário, construiu a vantagem e soube segurá-la com raça e determinação. Mas agora, vem a dúvida: e o futuro? O que reserva?

Ninguém aqui vai transmitir a ilusão de que a Ponte Preta é um timaço. Pelo contrário. Existem jogadores comprometidos, raçudos e conscientes de que em condições normais, não possuem condição de enfrentar de igual para igual as principais potências do futebol brasileiro.
A Macaca está correta em adotar este posicionamento, especialmente porque tem condições de explorar brechas nos dois próximos jogos contra Vasco e Botafogo, ambos no Rio de Janeiro.

Não escondo minha opinião: ganhar do Vasco será muito difícil, um time bem montado, entrosado e com jogadores com poder de decisão, como Juninho Pernambucano, Diego Souza e Alecsandro. Sem contar que a filosofia de trabalho está sendo construída desde o ano passado, quando era coordenado por Ricardo Gomes.

Mas o próximo desafio é possível sonhar até com vitória. O Botafogo comandado por Oswaldo de Oliveira é uma das equipes mais irregulares da competição. É capaz de ganhar do Internacional, mas também de perder para Náutico e Cruzeiro. Se Gilson Kleina estudar os pontos fracos da Estrela Solitária ( e eles existem) é possível formular um plano de contra-ataque que poderá render frutos. O que não pode acontecer é perder a confiança e a autoestima. Esses componentes serão o combustível para a construção de uma campanha decente no Brasileirão. (Crédito da foto: Rodrigo Villalba)

SHARE
Previous articleLuis Fabiano pisa na bola. Mas a arbitragem brasileira colabora…
Next articleSemifinal da Libertadores: o maior jogo da história do Corinthians?
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here