Ponte Preta: como sobreviver e o que extrair da maratona imposta pela CBF

0
23

A Ponte Preta começa a disputar uma semana de três jogos no Campeonato Brasileiro. Se conseguir três vitórias pode até sonhar em iniciar a segunda-feira longe da zona de rebaixamento. Mas pela proximidade dos jogos, o cenário real é sonhar com a soma de quatro pontos.

Sim, não dá para exigir patamar mínimo maior. O confronto de hoje contra o Náutico realmente não dá para fugir da constatação: é preciso ganhar. Em primeiro lugar, porque é um concorrente direto e para solidificar a boa apresentação em termos táticos exibida contra o Botafogo no Maracanã. Posteriormente, uma vitória quebraria a fase de ascensão do Timbu, que desde a chegada de Marcelo Martellote exibe um futebol de melhor qualidade. Contra o Coritiba, chamou atenção a volúpia de Bruno Colaço pela lateral-direita e a destreza de Martinez no meio-campo. Está nítido que o time está pronto para uma alavanca na competição. A Macaca deve impedir isso a todo custo.

Caso cumpra sua obrigação contra o Náutico, tanto a torcida como a crônica esportiva, mesmo se ocorrerem modificações nominais na equipe titular. É quase impossível exigir pleno rendimento física de uma equipe que volta ao gramado em um espaço de 48 horas e ainda precisa encarar uma viagem de avião e concentração. O desgaste será inevitável. Como antes do confronto com o Bahia a equipe terá um dia a mais de descanso, é possível que dê para fazer uma boa apresentação na Arena Fonte Nova e colher um ponto.

Independente do que acontecer, algo dá para afirmar com certeza: se a CBF mostrasse um calendário decente, certamente a Macaca não passaria por tal aflição.

SHARE
Previous articleO que o Guarani pode fazer para sair do buraco?
Next articleBom Senso F.C dá o primeiro passo. Sem encampar os “operários da bola”
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here