Para o escrete canarinho, a única saída é Tite. A CBF sabe disso…

0
12

A Seleção Brasileira está de joelhos. Sem credibilidade. Sem força e qualidade. A saída de Dunga parece ser uma questão de tempo e o substituto está escolhido pela opinião pública: Tite. Nas primeiras posições do Campeonato Brasileiro e com o respaldo de dois títulos nacionais, um de Libertadores e outro mundial, o comandante já está preparado para o convite. E mais: impõe condições.

A primeira é que o cargo esteja vago. Esperto e inteligente, Tite quer preservar a sua áurea de técnico  responsável e meticuloso nas atitudes com os outros. Negociar neste momento, com Dunga no cargo, colocaria por terra todo o seu discurso. Não é pouco.

A principal medida é que, além de pedir a contratação da sua comissão técnica, segundo o Sportv, outra condição seria a contratação de Edu Gaspar para o lugar de Gilmar Rinaldi.

A condição é um tapa na cara nos homens do futebol nacional. Quer formar uma CBF dentro da própria CBF. Quer ter independência e fugir de qualquer tipo de interferência externa, seja de bastidores ou de empresários.

São exigências abusurdas? Não sei. Minha convicção é apenas uma: a CBF está em condição de recusar alguma coisa nesta altura do Campeonato? Não, não está. Que tenha juízo e tente a última cartada para reabilitar a Seleção Brasileira.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here