Palocci precisa esclarecer. Antes que seja tarde…

0
14

Em minha vida de repórter aprendi que é insensato brigar com a noticia. Se ela foi divulgada é porque existe alguma base de fundamento. Ao personagem atingido basta construir uma explicação que esclareça a opinião pública. Faço esse preambulo para analisar a manchete deste domingo da Folha de São Paulo sobre a evolução do patrimônio do atual ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. O norte da matéria é simples e direto: em 2006, então eleito deputado federal, Palocci constituiu uma empresa de consultoria, que em 2010 assumiu o processo de aquisição de um apartamento de R$ 6,6 milhões, além de uma sala comercial de R$ 882 mil. Nesse período, a sua renda como deputado chegou ao patamar de R$ 974 mil. Por outro lado, o seu patrimônio, de acordo com reportagem do jornal, foi multiplicado por 20 ao comparar as suas declarações de renda ao Tribunal Eleitoral.

Temos que ser justos: a matéria apenas retrata os fatos e relata as respostas de Palocci. São conclusivas: até podem ser. Mas faltou um dado essencial: o faturamento da empresa no período em que esteve em funcionamento. Se houvesse a divulgação das negociações e da movimentação financeira, não haveria mais desconfiança.

Deixo claro: considero Palocci um politico hábil, competente e essencial ao funcionamento do Governo Dilma, especialmente porque a comandante do Planalto não possue paciência para lidar com as demandas de políticos. O titular da Casa Civil tem de sobra. Mesmo assim, o roteiro já é conhecido: a oposição invadirá as tribunas a partir de amanhã, com o jornal em mãos, cobrando explicações. Se não quiser chateação, a saída para Palocci é simples: convoque uma entrevista coletiva e com um calhamaço de documentos em mãos, prove sua capacidade em adquirir esses imóveis. Caso contrário, é crise política na certa. Infelizmente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here