“Os Dez Mandamentos” arrebenta na audiência. E as Igrejas Cristãs Evangélicas perdem o bonde da história

0
28

A vida é feita de oportunidades. Plantar com as técnicas corretas é algo fundamental para colher e administrar os frutos. Digo isso porque nesta terça-feira é muito provável que a televisão brasileira viverá um marco com a exibição do capítulo da novela “Os Dez Mandamentos” com a abertura do Mar Vermelho, uma cena que teve o custo de R$ 1 milhão para a Rede Record.

Apesar de ser uma emissora sob o controle de uma denominação evangélica, a Record não teve pudor em autorizar que a novela fosse esticada além da conta e com tramas que não tinham qualquer relação com o registrado na Bíblia Sagrada. Ouso dizer que as Igrejas Cristãs Evangélicas, na visão obtusa da maioria dos seus líderes, perderam a maior chance da história contemporânea brasileira de utilizar a novela como instrumento de Evangelização e propagação da Palavra de Deus. Pior: nem percebem.

O pensamento é simples. Digamos que um pastor não concorde com a condução da história. Acha um descalabro as “encheções de linguiça” conduzidas pela novela. Ora, além de ser uma chance única de conduzir um Estudo Bíblico para transmitir a visão correta da história, o incentivo deveria ser para que as suas ovelhas captassem pessoas sem conhecimento do Evangelho, mas que nunca tiveram a chance de estudar de maneira profunda.

Nada disso. Em uma disputa de poder cuja mistura contempla vaidade, soberba e arrogância, o que muitos fazem é criticar a iniciativa da Record e dizer que está tudo errado e como sempre jamais oferecer alternativa. Este blogueiro e jornalista também tem restrições a condução da história, mas considera que é do limão que se faz uma limonada. A falta de criatividade um dia vai prejudicar o Cristianismo de vez no Brasil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here