Olimpíada: se ninguém assistir, a culpa não será só deles…

0
7

Amanhã teremos o inicio das Olimpíadas de Londres. E pela primeira vez em muitos anos, a Rede Globo não terá o direito de transmissão. A Rede Record terá a missão de transmitir o evento. Sabe que está na linha de tiro. Tem que realizar um trabalho perfeito e ainda cativar audiência. Para o gosto deste colunista, alguns exageros estão presentes, mas nada que não posso ser acertado.

No entanto, o protagonista de toda essa história é o telespectador. Simples: no Brasil, o povo brasileiro tem uma relação de gato e rato com a Vênus Platinada. Reclama (com razão) do monopólio de audiência, da concentração de publicidade e de conceitos transmitidos em novelas e programas jornalísticos. Só que basta qualquer emissora tirar um evento da Globo que as viúvas aparecem para lamentar.

É como se a Rede Globo fosse a única capaz de fazer televisão no Brasil. Desculpem seus defensores, mas muita gente nas outras mostra talento idêntico e só não faz melhor devido a luta desigual proporcionada pelo poderio global. Existe produto bom na Rede Globo? Lógico que sim. Mas de certa forma, se ela ostenta os índices que tem é porque a cabeça do telespectador brasileira é bitolada ao extremo e fecha a porta para experimentos. E mais: quem conhece a história da televisão brasileira sabe que antes da chegada de Boni e Walter Clark, a Rede Globo era uma emissora de qualidade bem duvidosa. Ou seja, ela já foi ruim um dia.

Diante disso, se a Record não exibir bons índices de audiência, a culpa não pode recair apenas em cima do corpo técnico da emissora. O telespectador também tem boa parte de culpa no cartório.

SHARE
Previous articleIgreja evangélica brasileira: desunião é teu sobrenome!
Next articleCorinthians reage no Brasileirão. Ah, se o calendário fosse diferente…
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here