O pomar de Jesus Cristo não contém apenas uma fruta

0
93

A Bíblia Sagrada nos possibilita lições e orientações de como conhecer um verdadeiro Cristão. O livro de Mateus tem pistas claras sobre as características desejadas. “Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má dar frutos bons. (…) Portanto, pelos seus frutos os conhecereis”, é o que está escrito no sétimo capítulo do Evangelho. Pena levarmos ao pé da letra e considerarmos que este grande pomar cultivado por Jesus Cristo chamado humanidade tem apenas uma fruta por milhões e milhões de quadrados.

Perceba: um pomar diverso tem frutos de variados tipos. Laranja, limão, uva, melão, melancia, manga, abacate ou cereja. Não falta variedade. Umas são mais doces. Outras são mais ácidas. Algumas como a acerola são pequenas e fazem bem para combater determinados tipos de doenças; outras servem para propósitos variados. Não deixam de ser designados como frutas apesar de seus gostos diferentes.

Se isso acontece na natureza, porque não se repetiria entre nós? Existem Cristãos com formulações diversas. Alguns são tímidos, outros expansivos; Gente com predileção por música popular brasileira e também música cristã enquanto temos aqueles só escutam obras voltadas para a pregação do Evangelho de Jesus Cristo.

Temos Cristãos capazes de conversar e dialogar e exemplares incapazes de se abrirem ao novo e de nutrirem amizade até com pessoas de outras religiões. São Cristãos? Não há como descartar especialmente porque antes de tudo somos humanos. Temos falhas, deslizes e precisamos da misericórdia de Deus para nos reabilitar. Defeitos e virtudes produzem um mosaico e uma diversidade existente dentro de cada banco de igreja.

Qual a falha da Igreja Evangélica contemporânea no Brasil? A de considerar que o pomar de Jesus Cristo tem uma fruta. Pessoas com o mesmo comportamento, ideologia e procedimento. Não existe direito de ostentar gostos diferentes em qualquer assunto. Não existe compreensão sobre respeito ao direito de escolha individual. Entender que cada personalidade é fruto de sua história, escolhas e senso de justiça.

Cada personalidade é moldada de modo único. Se ele consome determinado livro, vota em partido X e ou vai ao cinema é porque sua consciência permite e Cristo lhe paz para continuar. Jesus Cristo entende tais circunstâncias. Mas não entendemos e queremos todos iguais como robôs. Até quando?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here