O julgamento do mensalão no Brasil, a capital mundial da hipocrisia

1
23

Sinceramente, não faço questão de agradar a gregos e troianos. Opinião é algo muito particular e é fruto de suas experiências pessoas e da sua busca pelo conhecimento. Ou às vezes do comodismo de encostar na posição alheia para ficar em posição confortável.

Nos últimos dias, o ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal, virou herói da nação. Todos desejam que sangue seja jorrado a partir dos réus, a maioria ligados ao Partido dos Trabalhadores. Existe uma catarse no ar, como se a prisão do ex-deputado João Paulo Cunha ou do ex-ministro José Dirceu fosse a cura de todos os males do país.

A corrupção no Brasil está resumida apenas e tão somente nos 37 réus do Supremo Tribunal Federal. Quem ousa contestar a idéia, o troco é pesado, truculento ou até constrangedor. Afinal, nesse caso, pedir Justiça ou análise fria dos autos é encontrar-se ao lado dos réus. Uma bobagem e pior: perpetuada por boa parte da imprensa.

Não vou aqui pedir julgamento aos corruptos do DEM, PSDB, PMDB, PDT, porque a função de investigar é do poder judiciário e não de um pobre colunista.

Mas cabe a pergunta: será que não somos culpados por esse estado de coisas? Sim, porque em uma parte dos casos, a mesma pessoa que brada no Facebook ou na rodinha de amigos que deseja ver todos do PT na cadeia é o mesmo que puxa o tapete do companheiro de trabalho, chantageia policial militar para fugir de multa de trânsito ou às vezes trata seus amigos como peças descartáveis. Não tem sentimento, apenas usa para seus objetivos. Sem contar os moralistas que apontam o dedo para os pecados os outros, mas é incapaz de refletir sobre sua falta de escrúpulos quando solta um cheque sem fundo ou quando considera que ajudar pessoas com fome ou necessidades é apenas e tão somente populismo. Esticar a mão, sim. Desde que seja para o meu benefício.

Aquele que mete o pau no PT e pede punição aos corruptos é o mesmo que ao passar na rua e presenciar uma criança passando fome, toma a decisão de ignorar e passar batido. E ainda fala: “Não tenho qualquer responsabilidade nisso”.

Reafirmo: se for comprovada a culpa de todos, tem que ir para cadeia mesmo. Sem perdão. Agora, eles pelo menos ainda tem uma chance de refletir e corrigirem suas condutas. Agora, nós, brasileiros, enfiados neste Brasil cheio de hipocrisia, moralismo e falsidade apenas queremos encontrar o próximo bode expiatório para nos livrarmos de um procedimento duro: a caminhada até o espelho para encarar o verdadeiro culpado de vivermos em um país tão injusto e cheio de miséria e de preconceito, seja racial ou econômico.

SHARE
Previous articleLuxemburgo coloca Grêmio no páreo…
Next articleGuarani luta contra tudo, todos e si mesmo…
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

1 COMMENT

  1. Prezado amigos Elias Aredes Júnior, comentarista esportivo dos bons em Campinas. Já fui petista de carteirinha e há muito dei uma banana pro partido e para os mensaleiros. Outros partidos têm, claro, os seus corruptos, mas o PT que até então vendeu a imagem de moralista não tinha esse ‘direito’ de enganar os seus fiéis seguidores. Portanto, ‘cana’ pra esses ‘negos’ que passaram a mão no dinheiro público. Claro que também não vou desperdiçar a oportunidade pra propagar o BLOG DO ARI no portal http://www.futebolinterior.com.br
    Abraço

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here