O Atlético Mineiro merece uma cobertura melhor da imprensa nacional

0
16

O Atlético Mineiro é vice lider do Campeonato Brasileiro com 49 pontos. Está cinco pontos atrás do Corinthians e exibe jogadores de bom quilate técnico como Lucas Pratto, Giovanni Augusto, Datolo e um goleiro da categoria de Vitor. Ao fazer um retrospecto de participações anteriores em competições de renome, basta dizer que a equipe foi vice-campeão nacional em 2012, quinto lugar no ano passado e faturou a Copa Libertadores de 2013 e a Copa do Brasil do ano seguinte. Para completar, tem um Centro de Treinamento moderno e que hospedou a Argentina na última Copa do Mundo.

O saldo robusto é traduzido em números.De acordo com a última pesquisa Ibope, publicada pelo jornal Lance, o Galo Mineiro, com 3,5% das preferência e com sete milhões de torcedores, é o time com o maior de adeptos fora dos concorrentes do eixo Rio-São Paulo.

Em qualquer conjuntura, seria o caso do seu desempenho receber uma cobertura extensa de verdade, com entrada em links nos jornais esportivos e os veículos impressos de alcance nacional (Folha de S. Paulo, o Estado de S. Paulo e O Globo) exibirem páginas e páginas desta campanha que é a única capaz de se contrapor ao Corinthians ao técnico Tite. A cobertura decepciona e é protocolar, quase monótona. Por que?

Diga-se que as emissoras especializadas em esporte (ESPN, Fox Sports e Sportv) concedem espaço, mas muito longe daquilo que dariam caso o vice-lider fosse o Flamengo ou até Palmeiras, São Paulo ou Vasco.

Além da questão da audiência, temos um valor cultural impregnado em nosso país desde o século passado, que é de girar todo e qualquer noticiário em torno daquilo que acontece no Rio de Janeiro, antiga capital federal e São Paulo, desde sempre o centro econômico. O futebol não escapa a tal pecado. Perde-se a chance de acompanhar de modo detalhado a saga de uma torcida e de um time com história apaixonantes e que agora transformam esse combustível em resultados. Independente do que acontecerá até o primeiro final de semana de dezembro, o Atlético Mineiro e sua gente mereceriam uma cobertura pormenorizada, falha verificada na imprensa nacional nos dois titulos conquistados pelo Cruzeiro, vistos inconscientemente como quase acidental. Precisamos alargar as nossas fronteiras.  

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here