Notas e comentários da derrota da Ponte Preta para o Sport (PE)

0
33

PONTE PRETA

João Carlos- Sem culpa no gol. 6,0

Jeferson – Bem na marcação. Faltou ousadia no ataque. 5,5

Tiago Alves – Mostrou evolução em relação a jogos anteriores. 5,5

Fábio Ferreira – Esforçou-se do jeito que podia. 4,5

Gilson – Sem inspiração. 5,0

Josimar – O que ele fez? Gerou saudade de Fernando Bob. 5,0

Marcos Serrato – Algumas viradas de jogo interessantes. 6,0

Felipe – Não foi percebido. 4,5

Cristian – Novamente um início inspirador. Depois, caiu. 4,5

Keno – Fraco e apagado. 4,0

Clayson – Tentou atacar e buscou espaços. O mais lúcido. 6,0

Leandrinho – Teve alguns lampejos e depois apagou. Tem que ser mais usado em 2016. 4,5

Alexandro – É esforçado? Sim. Luta? Sem dúvida. Mas futebol é mais do que isso. 4,0.

Adrianinho – Entrou para ser homenageado pela sua trajetória. Merecido. 5,0

Técnico: Felipe Moreira – Seu time passa a impressão de que atua da mesma maneira. Não tem variação. 5,0
SPORT-PE

Danilo Fernandes- Seguro no gol. 6,5

Samuel Xavier – Fez o trabalho para desafogar. 5,5

Matheus Ferraz – Impecável. Se jogasse em equipe grande, seria cogitado para Seleção. 7,5

Durval – Joga sério, sem enfeites e ainda dá passe para gol. 7,0

Renê – Bem na marcação. 6,0

Ronaldo – Volante burocrático. 5,5

Neto Moura – Tentou surgiu como elemento surpresa em algumas oportunidades. Sem sucesso. 5,0 Diego Souza – Não desistiu do jogo um minuto sequer. Determinado e autor do gol da vitória. 7,0, Élber – Movimentação pelos lados do campo. 6,0

Danilo – Apagado e saiu no intervalo. 4,0

Samuel- Entrou e deu volume de jogo. 6,0

André – Apesar de ser rifado em muitas oportunidades, deu trabalho. 6,5

Ewerton Páscoa – Entrou para assegurar o resultado. 5,0

Maikkon Leite- Entrou no final para sustentar o contra-ataque. 5,0

Técnico: Paulo Robeto Falcão – Ele pode estufar o peito e dizer que é um técnico de futebol. Belo trabalho. 6,5

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here