No futebol, os indisciplinados querem prevalecer…

0
7

É incrível como o futebol brasileiro tem predileção em valorizar a indisciplina e a falta de profissionalismo. Tudo em nome do talento. Dois nomes colocados na mídia nos últimos dias reforçam tal tendência: Adriano e Jobson. O primeiro nem é preciso dizer muita coisa: surgiu com força no Flamengo, desembarcou na Internazionale e transformou-se em ídolo automaticamente. A perda de parentes próximos no entanto desvirtuou a sua mente e as passagens por São Paulo e o título brasileiro de 2009 no Flamengo serviram apenas para buscar um rumo que ele mesmo não sabe como trilhar.

Agora, dizem que está na mira do Corinthians. Ronaldo seria seu principal patrocinador e o trunfo na conquista da Copa Libertadores. Pelo lado técnico, não tenho dúvida sobre o êxito da missão. Adriano é a cara da competição Sul-Americana e poderá fazer a diferença em uma competição cheia de armadilhas. Duro é saber se as farras e a indisciplina não farão parte desta rotina.

Algo que infelizmente já está integrado ao cotidiano de Jobson. O Botafogo concedeu-lhe uma brecha para fugir das drogas e ele retribuiu com fugas noturnas, sumiços de treinamentos e quebra de confiança e hierarquia. Tem cura? Sinceramente, custo a acreditar.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here