No Brasil, quase ninguém é de direita e conservador. Por que?

0
11

O debate no Brasil transcorre de modo engraçado. De um lado, temos os políticos ditos de esquerda ávidos em defender (com razão!) os programas sociais instalados pelo Partido dos Trabalhadores.  Agora, na oposição um novo fenômeno está instalado: ninguém assume um viés conservadora. Ninguém é direita, excetuando-se colunistas caricatos como Luiz Felipe Pondé e Reinaldo Azevedo. O pensamento conservador refinado, dotado de boas ideias está quase extinto no Brasil.

Mesmo quem tem o mínimo de conceito não abre o peito e firma sua posição. O sujeito é contra os homossexuais, quer a redução da maioridade penal, luta contra as cotas raciais, defende as privatizações de modo entusiasmado, deseja a restrição dos direitos humanos na cadeia, defende a diminuição do Estado na economia, coloca-se contra novas formas de família na sociedade e mesmo com todo esse cardápio, o máximo que você consegue arrancar é que a pessoa se coloca contra o PT.

Apesar das semelhanças serem maiores do que as diferenças nenhum norte-americano tem receio de se assumir como Republicano ou Democrata e mesmo na Inglaterra o eleitor não tem receio em dizer que vota nos Trabalhistas ou nos Conservadores. Para o bem do Brasil, o cidadão comum, ao invés de disfarces deveria assumir o que pensa sem rodeios ou censuras.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here