Muricy Ramalho ou Paulo Autuori: um falso dilema no São Paulo. O problema está no gabinete…

0
8

A escolha do técnico do São Paulo virou um autêntico Fla-Flu. Os partidários de Paulo Autuori ou de Muricy Ramalho enumeram argumentos mil para justificar a contratação o ídolo para o restante do Campeonato Brasileiro.

Quem gosta de Muricy Ramalho relembra sua passagem com três títulos brasileiros pelo São Paulo, a identidade com as arquibancadas e a facilidade de relacionamento que tem com o goleiro Rogério Ceni, um primeiro ministro do gramado. Sua adaptação veloz a formula de pontos corridos é outro atributo exibido. Defeitos: a ausência de reciclagem tática nos últimos anos e a dificuldade em lidar com as críticas da imprensa.

Quando Paulo Autuori é citado, todos relembram a conquista do título da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes em 2005. Sua postura profissional impecável, sua obsessão em reciclar conceitos não podem ser desprezados, dizem seus fãs ardorosos. Problemas? Desde a saída do São Paulo, em 2005, Autuori não exibe resultados relevantes e de grande repercussão.

Pelo que se observa os dois profissionais tem virtudes e defeitos. Diante disso, colocar nas costas de um ou de outro o caminho da recuperação é uma temeridade. Em primeiro lugar porque alguns jogadores contestados pela própria torcida ainda estão por lá como o lateral Douglas, o zagueiro Lúcio e o volante Wellington. São com esses atletas que o novo treinador terá que lidar e conseguir resultados.

Para completar o enredo caótico, falta um item: Juvenal Juvêncio. Ditadorial, folclórico e dado a arroubos, o dirigente virou o principal fator de instabilidade no Morumbi. E não há indícios de que isso mudará até o final do seu mandato em abril de 2014. Solução? Reze torcedor do São Paulo, reze muito.

SHARE
Previous articleDemocracia não combina com igreja evangélica. Que pena!
Next articleDunga e o eterno ressentimento com a imprensa…
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here