Messi: o gênio vence pela quinta vez e agora quer virar lenda

0
3

Lionel Messi ganhou a Bola de Ouro. Pela quinta vez. Prêmio Merecido. Campeão da Liga dos Campeões, Campeonato Espanhol, Mundial de Clubes e vice-campeão da Copa América. Atual vice-campeão do mundo com a Seleção Argentina. Marca gols, produz assistências, protagoniza jogadas espetaculares e conduz um Barcelona quase indestrutível.

É um craque inquestionável. Está na galeria de gênios como Zico, Zizinho, Di Stefano, Cruiyff, Puskas, Cerezo, Falcão, Domingos da Guia e Leônidas. Seus feitos e jogadas são enumerados por historiadores e torcedores. Falta algo. Um dado apenas. Pertencente apenas as lendas.

Quais? Beckenbuer, Maradona, Pelé, Canavarro, Garrincha, Romário, Rivaldo, Iniesta, Zidane, Matthaus, Bobby Charlton, entre outros. São campeões do mundo por suas seleções. Levantaram o troféu mais cobiçado do futebol mundial, independente das falcatruas e cartolas que fazem de tudo para destruir este sonho dourado que é a Copa do Mundo.

Antes da cerimônia, Messi deixou claro: trocaria a quinta bola de ouro pela Copa do Mundo. Uma. Ele quer virar lenda. Merece. O futebol merece. Mesmo sendo brasileiro, desejo que ele realize seu desejo, seja em 2018 ou 2022. Para o bem do esporte. (a foto que ilustra esta página é da terceira premiação)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here