Luis Fabiano pisa na bola. Mas a arbitragem brasileira colabora…

0
12

O filme é repetido e fica chato. Em dado momento do jogo, Luis Fabiano reclama da arbitragem e acaba expulso. Prejudica o time, Emerson Leão mostra chateação, Juvenal Juvêncio ameaça com aplicação de multa e o torcedor do São Paulo continua com o coração na mão.

Atitudes como as que foram adotadas pelo camisa 9 no jogo contra o Atlético Mineiro explicam a maneira como o jogador encara o futebol brasileiro e os personagens envolvidos. Na Europa, Luis Fabiano tinha seus deslizes, mas em grau muito menor. Tanto que abriu caminho para uma convocação na Seleção Brasileira. Não consta que com a camisa do Sevilla era punido jogo sim, jogo não. Não é pra menos. Ele sabia que ali, a postura da arbitragem era diferente. A autoridade era exercida sem dó e nem piedade.

No Brasil, de repente, o centroavante perdeu o respeito pela arbitragem e reclama costumeiramente. Por que? Simples: nossos árbitros não exibem postura e autoridade. Suas marcações são dúbias e os critérios são decepcionantes. Resultado: Luis Fabiano sente-se à vontade para reclamar e pressionar a arbitragem.

Ele não é único culpado. Relembre o empate entre Flamengo e Ponte Preta. Roger ficou inconformado com o gol de empate flamenguista e foi tirar satisfações. Ganhou coragem devido as inversões de falta e equívocos. Luis Fabiano e Roger precisam colocar a cabeça na lugar para que os torcedores não fiquem com o coração. Mas a arbitragem brasileira também precisa ser mais competente, criteriosa e corajosa em suas decisões. Vai diminuir e muito o combustível para novas confusões.

SHARE
Previous articleSantos e Corinthians: desprezar o Brasileirão é a melhor saída?
Next articlePonte Preta volta a respirar. Agora, o desafio duplo será no RJ
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here