Joaquim Cruz põe dedo na ferida…

0
11

Campeão olímpico em 1984 nos 800 metros rasos, Joaquim Cruz concedeu importante depoimento ao Estadão de hoje. Em entrevista publicada no caderno Aliás, levantou a bandeira de que seu investimento na base e na valorização da Escola como formador de talentos o Brasil nunca sairá de seu quadro pré-falimentar em termos olímpicos.

Residente nos Estados Unidos, ele cita seu exemplo: pai de dois filhos, procurou o centro comunitário em que reside para utilizar os ginásios locais. Atuou como voluntário nas aulas de basquete. Posteriormente, ao entrarem no ensino médio, seus filhos são incentivados a participarem de competições que envolvem colégios, mecanismo repetido na universidade.

No Brasil, a ideia poderia dar certo desde que um conceito básico fosse consertado, a de que a escola é um lugar desagradável ou apenas para pegar o diploma. Percebam: desde o começo, a criança é apresentada a escola ou como um lugar de passagem obrigatória ou para incutir o espirito competitivo. Nunca como um espaço de convivência ou para formar cidadãos

E as aulas de educação física? Colocadas na grade escolar, não recebem a devida atenção.
Nas campanhas eleitorais espalhadas pelo Brasil, esporte é o último tema a ser tratado e Educação é apenas figurante de um discurso vazio. Antes de pedir medalhas olímpicas, a sociedade pedir uma escola de melhor qualidade. O resto é consequência.

SHARE
Previous articleMedalha de ouro no Vôlei Feminino. Medalha de lata para o jornalismo esportivo brasileiro
Next articleE se o futebol olhasse para o vôlei?
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here