Haddad nomeia novo Secretário do Trabalho. Agora o governo embala?

0
7

Não resido na cidade de São Paulo, mas até os petistas militantes mais eufóricos e moradores da capital paulista nunca deixaram de tecer uma crítica comum em relação ao governo do prefeito Fernando Haddad. Apesar de suas medidas serem bem intencionadas e com boa produtividade em médio e longo prazo (intervenção na Cracôlandia, corredores de ônibus, etc), não há como negar a falta de comunicação com a população. Técnicos eficientes não tem capacidade para explicar, dissecar, mostrar a população aquilo que está sendo feito. Apesar das resistências, não há como dispensar o traquejo político para exercer a tarefa.

O prefeito parece estar disposto a adotar o conceito após a nomeação de Artur Henrique da Silva Santos como novo Secretário de Trabalho, Emprego e Empreendedorismo.

Desfilar o currículo de Artur é dispensável para quem milita no meio sindical. Sociólogo de formação, foi secretário-geral, tesoureiro e presidente do Sindicato dos Eletricitários de Campinas. Posteriormente, foi diretor de formação da CUT Estadual, mesmo posto ocupado na CUT Nacional, de onde saiu para ocupar a presidência da entidade.

Artur teve a mesma postura: carismático, definia as tarefas a serem feitas e pedia o envolvimento do público alvo. Explicava de modo simples e direto o que estava sendo feito.

Mesmo a pasta não sendo prioridade de cobertura da mídia, Artur poderá transmitir suas características ao governo de Haddad: simplicidade, sinceridade para explicar as medidas e uma capacidade de envolver o público alvo.

Lógico, Artur enfrentará no início da resistência de parte da mídia que encarou a CUT como correia de transmissão do governo Federal. Ou seja, uma entidade chapa branca. Não adianta. Só com trabalhos e resultados tal preconceito será derrubado.

Se isso acontecer, independente dos frutos a serem colhidos em sua pasta, dá para dizer que Artur terá cumprido sua missão. Ele pode ser o start de uma reviravolta positiva no governo do PT na cidade de São Paulo.

Em contrapartida, Artur vai encarar uma cidade com problemas crônicos de desemprego e até de denúncia de trabalho escravo vivido por estrangeiros.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here