Guarani exibe opções de jogo. Vai funcionar na prática?

0
38

O Guarani acelera sua preparação para a Série A-2 do Campeonato Paulista e esboça uma nova configuração tática com o técnico Pintado, em que o armador Fumagalli parece deixar de ostentar  protagonismo monopolista para dividir o cetro com Douglas Packer, recentemente contratado.

Nos treinamentos coletivos, uma das formações é a de João Victor e Watson pelos lados do campo enquanto Packer fica na zona central do gramado. Fumagalli? No banco de reservas. Nesta configuração, Max pode ser o atacante isolado enquanto que Flávio Caça Rato por vezes vai figurar como opção.

Tais conceitos apresentados por Pintados embutem vantagens. A primeira é de preservar o jogador de 38 anos e destiná-lo aos 20 ou 30 minutos decisivos. Ou até com a chance de atuar ao lado de Packer em caso de emergência. Sim, Flávio Caça Rato está em processo de recuperação muscular, mas o fato do time ser montado sem sua presença e exibir competitividade dá o recado: ninguém é intocável e todos devem render o máximo.

Nos últimos anos, era duro encontrar 11 jogadores confiáveis para serem titulares no Guarani. Agora, diante daquilo que foi feito, a estimativa é que o banco de reservas tenha opções e alternativas treinadas e ensaiadas. Resta saber se dará certo na prática. (Foto da matéria: Rodrigo Villalba: Memory Press)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here