Grêmios estudantis entram na pauta da formaçao politica da juventude. Só agora?

0
21

Ao demonizarem a política, formadores de opinião pública indiretamente enfraquecem um dos principais instrumentos de iniciação política de jovens e adolescentes, os grêmios estudantis. A reportagem desta segunda-feira do jornal “O Estado de S.Paulo” sobre o tema traz subsídios que nos fazem refletir, comemorar e ligar o sinal de alerta.

A reflexão surge a partir do instante que a própria Secretária Estadual de Educação de São Paulo, provocada e pressionada pelo Ministério Público Estadual admite que boa parte das 3,7 mil escolas públicas não contam com grêmio estudantil em funcionamento. Um roteiro de fundação será espalhado pelas escolas e prevê a instituição de estatuto e de eleições . Uma prova de que os jovens organizados são fundamentais para trazer frescor ao debate político. A ocupação das escolas que o diga.

Atenção deve ser redobrada como será a atuação política de outros atores. Se o PC do B é acusado de aparelhamento de Grêmios Estudantis e entidades representativas como UNE e UBES também seria verdadeira a preocupação para acompanhar como o governo estadual vai monitorar e implantar os Grêmios Estudantis. Não podemos esquecer que Geraldo Alckmin teve sua principal derrota política em 2015 com as ocupações das escolas.

Jovens deram uma aula de como resistir e quebrar um pilar ideológico.Quem pode garantir que o PSDB fique fora deste esquema de doutrinação política com as eleições dos grêmios estudantis? Não há problema algum em querer disputar espaço, desde que permita a participação de todos os partidos. Indistintamente.

Outro fator curioso está nas escolas particulares. Em uma, o Estadão constatou que caso apareçam mais interessados a solução não é eleição e sim o sorteio para a composição da diretoria. Ou seja, o exercício da cidadania é jogada no lixo. Típico comportamento de parte da elite brasileira, que considera-se preparada por indicação divina para ocupar cargos e postos de comando. Não há disputa. No máximo, acomodação de espaço. Boa parte desta visão de democracia desde a tenra é que gera direta ou indiretamente a luta de classes.

Apesar dos pesares, a reativação dos Grêmios Estudantis é uma boa noticia. Se existe uma falha do PT em todos os anos em que está no poder federal foi a falta de incentivo de formação de política em massa da Juventude e discussão de temas relacionados a educação, porte e liberação das drogas ou do Bullyng.

Com a criação da sociedade de consumo, responsável por segurar as pontas em 2008-2009, o que se viu foi a formatação de uma parte (uma parte!) da juventude com viés consumista e sem reflexão política.

Não custa lembrar: boa parte deste contingente foi para as ruas em junho de 2013 sem saber ao menos o que queria. Resultado: criou-se espaço para o avanço das forças conservadoras. Se o PT fizesse sua parte, mesmo partidos como DEM ou PSDB seriam forçados a promover um direcionamento político diferente do extrato de eleitores de 18 a 35 anos.

O Ministério Público Estadual precisou aparecer e obrigar o governo estadual a constatar o óbvio: jovem sem formação política é o passo inicial para levar o país ao abismo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here