Gramados das Séries A e B serão padronizados. Uma boa notícia…

0
36

No meio de denúncias de corrupção e irregularidades passou desapercebida a medida anunciada pela CBF de que investirá R$2,2 milhões para padronizar as medidas dos gramados dos clubes que participam das Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

A verba proveniente do fundo de legado da Fifa fará com que todos os pisos tenham a medida de 105 metros de comprimento e 68 metros de largura, basicamente aquilo que é exigido na Copa do Mundo.

O que muda na prática? Muita coisa. Durante anos e anos, a medida do gramado foi estipulada como trunfo por algumas equipes para impor dificuldades ao adversário. Agora, nas duas principais divisões do futebol brasileiro tal estratégia será dificultada.

A resolução explodirá com as pretensões de Vila Nova (GO), Atlético (GO) e Goiás, participantes da Série B do Brasileirão e que agora utilizarão o Serra Dourada na medida de 105 metros x 68 metros. Antigamente, como o gramado tinha dimensões maiores que os demais (110 m x 75 m) não era incomum ver técnicos adversários preparem esquemas táticos específicos para atuarem no local. Sem contar o cuidado redobrado com a preparação física.

Se ocorrer o cenário vistos nas últimas edições da Copa do Mundo, os jogos tendem a ficar velozes, acirrados, com espaço exíguo e que vai exigir capacidade de raciocínio redobrado do atleta.

Poderá gerar dificultar aos jogadores mais clássicos e de passada  lenta como Paulo Henrique Ganso e Lucas Lima. Isso não impede a validade da medida, que pode atenuar a crise de qualidade técnica dos jogos brasileiros.Não é pouco.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here