Fátima Bernardes: muito conteúdo, pouca opinião

0
14

Confesso que não assisto televisão no período da manhã. Gosto de direcionar minhas atenções ao noticiário do Rádio. Mas diante da propaganda massacrante e por ser mais uma jornalista no comando de um programa de Entretenimento assisti aos dois primeiros dias do programa de Fátima Bernardes na Rede Globo.

Digo logo de cara que estou remando contra a maré. Os especialistas em televisão criticaram uma barbaridade e apontaram mil e um defeitos, mas tecnicamente e em conteúdo considerei o programa de futuro promissor. Penso que os assuntos escolhidos foram relevantes. A série especial sobre adoção, por ser um assunto pouco explorado na Tv brasileira.

A questão da viagem por ser um sonho de consumo especialmente da classe C. Sem contar a questão da gorjeta nos restaurantes, local frequentado pelo público das classes A e B. Muitas vezes, nós jornalistas deixamos de prestar atenção em algo básico: são os temas subalternos que fazem diferença na vida do cidadão.

Por outro lado, muitas vezes, a divisão de blocos deixou a desejar e confunde um pouco o telespectador. Nada que um bom roteiro não resolva.
Talvez o único problema é que Fátima Bernardes conte com um vicio do telejornalismo e que levou para o programa: ela só quer apresentar. .Deveria arriscar-se mais na opinião. Dizer mesmo o que pensa sobre os assuntos tratados no programa. Não para fomentar um debate inconsequente, mas para estabelecer um norte no programa. Se Oprah Winfrey consagrou-se como apresentadora nos EUA foi pelo fato de participar e envolver-se nos assuntos. Sempre com posição, nunca em cima do muro.

Já a participação dos humoristas tem bela intenção e as piadas e sacadas são boas, só precisa encontrar um contexto mais adequado. Se o desejo é passar a impressão de um encontro, as ideias precisam fluir…E para terminar, sei lá, o programa passa a sensação de que a qualquer hora aparecerá uma atração musical…Seria uma boa pedida. Entre mortos e feridos, penso que o telespectador ficou salvo.

SHARE
Previous articleSão Paulo vai mudar o treinador. E o presidente?
Next articlePor que o Corinthians é tão odiado?
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here