Equilibrio e surpresas no primeiro turno do Brasileirão

0
12

 

 

Terminou a primeira parte do Campeonato Brasileiro. Agora, vamos fazer um balanço sobre o desempenho das equipes da divisão de elite. Podem escrever, discordar ou meter o pau no blogueiro. Afinal, o monopólio da verdade não existe:

 

Corinthians 37 – Forte esquema defensivo e alguns jogadores decisivos como Paulinho, Alex e Liedson. Poderá receber o reforço de Adriano. É um time sólido. Briga pelo título.

Flamengo 36 – Dos últimos cinco anos, é o time mais organizado montado por Wanderley Luxemburgo. Porém, depende demais de Ronaldinho Gaúcho. Se ele manter o interesse, brigará pelo título até o final.

São Paulo 35 – Jovens talentos comandados por um treinador louco por títulos. O tricolor é favorito ao titulo.

Vasco 35 – Faz campanha consistente, um time acertado e entrosado. Mas o revés de Ricardo Gomes coloca um grande ponto de interrogação no futuro.

Botafogo 34 – Outro postulante. Um time ofensivo, alegre comandado por Loco Abreu no gramado. A única dúvida é se Caio Junior vai administrar a vaidade.

Palmeiras 32 – Pelo elenco que tem em mãos, Felipão faz milagre. Se conseguir vaga na Libertadores, pode dar volta olímpica.

Cruzeiro 27 – Subiu de moral ao ganhar o clássico. Mas parece que Joel Santana tem medo de usar o potencial.

Internacional 27 – Demorou a engrenar. Tem bom elenco, mas terá que fazer um segundo turno avassalador para chegar, na pior das hipóteses, na zona da Libertadores.  

Coritiba 26 – Boa campanha. É um time certinho e bem montado por Marcelo Oliveira. Não deve passar susto.

Figueirense 26-Também outro calouro que não decepcionou. Pelo contrário. Jorginho saiu da sombra de Dunga e mostra seu valor.

Fluminense 25 – Cá entre nós: Abel Braga falou muito e fez pouco.

Atlético-GO 25 – Por enquanto, consegue respirar e está longe do rebaixamento. Mas não pode perder o pique.

Ceará 25 – Vagner Mancini tira leite de pedra. Mas espera-se que o liquido tenha vazão até o final.

Santos 22 –Reagiu e fugiu da zona do rebaixamento, mas pode produzir mais.

Grêmio 21 – Celso Roth aos poucos dá uma cara ao time. O objetivo é primeiro fugir do fantasma da degola.

Bahia 20 – Renê Simões é ótimo treinador, mas o elenco é cheio de veteranos. Resultado: muitos empates e uma classificação perigosa. Segundo turno de risco.

Atlético-PR 18 – Abre a zona do rebaixamento, mas a reação no final do turno denuncia de que terá um segundo turno melhor. Bom trabalho de Renato Gaúcho.

Avaí 17 – Venceu o clássico mas deve muito. É candidatíssimo ao rebaixamento.

Atlético-MG 15 – Perdeu o clássico e a cabeça. Vai precisar lutar muito para evitar o pior.

América-MG 13 – Pelo elenco e resultados, deveria pensar na Série B de 2011. O futebol, no entanto, é imponderável.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here