Eleição do Corinthians define futuro do futebol brasileiro. Ou não?

0
24

O Corinthians escolhe amanhã o seu presidente. Mário Gobbi e Paulo Garcia lutarão por um mandato de três anos e a primazia de inaugurarem o estádio Itaquerão para a Copa do Mundo. O pleito deveria ser acompanhado de perto por todo o mundo do futebol. Penso que o vencedor será responsável por trilhar os rumos do futebol brasileiro nos próximos anos.

Recapitulando: na gestão de Andrez Sanchez, com sua direta interferência, o Clube dos 13 foi implodido e as negociações individuais prevaleceram. O Corinthians aumentou sua cota de televisão, mas deixou à mingua clubes médios e pequenos. É a elitização do futebol em pleno vapor.

Agora como diretor de seleções, Sanchez certamente tentará aos poucos radicalizar essa tendência porque agora está  dentro da estrutura da CBF e poderá no futuro assumir a presidência da entidade. Com Mário Gobbi no comando do Corinthians, ele certamente terá um parceiro de peso para implantar o seu plano de deixar o futebol brasileiro com, no máximo, 15 ou 20 clubes relevantes. E dane-se se o desemprego e as condições de trabalho piorarem.

Reafirmo: a NFL a liga de futebol americano tem um único ponto a nos ensinar, que é a negociação coletiva para possibilitar um crescimento uniforme da modalidade em si. Com Andrez Sanchez na CBF e Mário Gobbi no Corinthians, certamente este cenário fica mais longe de acontecer.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here