Cotas raciais: hora de fomentar o debate e procurar soluções…

0
32

São nos pequenos detalhes que conhecemos a verdadeira ideologia de um grupo ou partido. O Supremo Tribunal Federal julga hoje à tarde Três ações estarão em análise sobre a adoção ou não de cotas raciais na universidades. Duas delas são propostas pelo Dem, que vislumbram na medida a derrubada da meritocracia.
Alguns conceitos de tão básico soam até repetitivos. É impossível deixar de reconhecer que o Brasil é um lugar cujo o racismo velado é parte integrante da nossa sociedade. Não estou aqui para dizer que sou contra ou favor das cotas, mas é urgente discutir o assunto. É preciso encontrar outras formas que permitam que o negro entre no mercado de trabalho com o mínimo de instrumentos para combater o pesado cotidiano.
Falo isso porque digo com orgulho que sou oriundo de uma família com muitos negros. Gente que venceu na vida por seu mérito, mas que também foi impedida de galgar degraus positivos em virtude do preconceito reinante nas mentes e cérebros do Brasil. Pessoas que poderiam colaborar em tarefas ainda mais nobres.
A aprovação das cotas pelo STF precisam se constituir no começo da redenção e na construção de uma sociedade livre, solidária e sem amarras. Ainda dá tempo.

SHARE
Previous articleEssa foto é linda. Mas precisa ficar no passado…
Next articleQueda do Barcelona devolve a variedade ao futebol
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here