Copa das Confederações: amistosos de luxo com troféu no final

0
20

Ouvi atentamente ontem á tarde as análises a respeito da chave formada para a Copa das Confederações. Todos elegeram o grupo com Brasil, Itália, Japão e México como o chamado grupo da Morte e já colocaram diversos obstáculos para o Brasil. Luis Felipe Scolari apressou-se em dizer sua boa impressão e o instrumento que terá em mãos para pressionar os seus eleitos a se dedicaram ao máximo.

Também sabemos o futebol do Japão em transição para um esquema mais defensivo, a ânsia da Itália em praticar um futebol mais ofensivo e a alegre e as armadilhas preparadas pelo time mexicano, de boa estrutura tática e já considerado algoz do Brasil.

Após fazer toda essa reflexão, pergunto: qual o motivo de tamanha preocupação? Sim, porque a Fifa está preocupada com a competição, mas a torcida brasileira não está nem ae. Comemorou os títulos das últimas edições da Copa das Confederações como quem celebra um pote de açúcar em um chá das cinco. É apenas um passatempo, nada de ser uma questão de segurança nacional. Dunga faturou o Caneco em 2009, mas tudo foi esquecido após o fracasso na Copa do Mundo, o que realmente valia.

O que importa é a Copa do Mundo. Felipão deve começar a montar seu time com critério, atenção e planejamento e eleger o torneio como um possível bloco de cinco amistosos de luxo. Se ganhar a Copa, tudo será esquecido.

SHARE
Previous articlePonte Preta faz boa campanha no Brasileirão. Por que o desprezo?
Next articlePontos corridos: contra fatos não há…
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here