Campeonato Brasileiro revela a pobreza do nosso futebol

0
6

A rodada do Campeonato Brasileiro teve 14 gols em 10 jogos, uma marca deplorável, a pior da era dos pontos corridos. Jogos aguardados com expectativa foram uma rotunda decepção em termos de gols, como a igualdade sem gols entre Corinthians e Cruzeiro. Botafogo e Atlético Paranaense, também não presentearam seus torcedores com muitos gols. Pior para a estrela solitária, que amargou uma derrota em pleno Maracanã para o Bahia.

Mas o reflete um pouco a tendência atual do futebol brasileiro. A perspectiva é sombria. Técnicos insistem em montar suas equipes com três zagueiros, três volantes ou dois juntos, como o Grêmio, proprietário da quarta melhor campanha da competição, com 39 pontos.

O que temos hoje são jogadores focados mais em defender e marcar do que buscar o ataque. Exceções? Marcelo Oliveira, no Cruzeiro e Oswaldo de Oliveira no Botafogo. E só. De resto, da-lhe retranca.

Exemplo disso é o São Paulo, que saiu da zona do rebaixamento não com  melhoria do seu ataque mas a partir de um reposicionamento defensivo. São outros tempos.

Categorias de base seria uma saída para revigorar o quadro? Esqueça. A prioridade é revelar zagueiros, volantes, goleiros e qualquer jogador de boa estatura.

Viramos o país do contra-ataque, do volante brucutu e da disposição física. Quer saber? Demorou para o Campeonato Brasileiro refletir esta triste realidade.

 

 

SHARE
Previous article17/07/1994: o dia em que minha mãe gostou de futebol
Next articleJogadores querem mudar (para melhor) o calendário. Mas só para meia dúzia de eleitos?
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here