Atlético Mineiro abre o peito e adota o ataque na Libertadores. Que continue assim…

0
6

Sempre gostei do técnico Cuca. Seus trabalhos exibem solidez tática e sabe como poucos conduzir um grupo heterogêneo. Não abre mão de suas convicções, mesmo quando a conjuntura pede atitude diferente. Exibiu bons trabalhos no Fluminense, Botafogo, Cruzeiro, Goiás e principalmente no São Paulo, responsável pela montagem da base campeã mundial em 2005.

Pois dá para dizer sem medo de errar: o Atlético Mineiro é a surpresa mais agradável do futebol brasileiro em 2013. Ganhou com autoridade do São Paulo no Estádio Independência e nesta terça passou como trator sobre o Arsenal de Sarandi: 5 a 2.

O esquema tático é simples, mas letal. O volante Pierre fica como um cão de guarda a frente dos zagueiros Revér e Leandro Silva enquanto que Marcos Rocha e Junior César ficam atentos para a melhor hora de surpreeender.No entanto, o setor ofensivo reserva as surpresas. Se precisa tomar a iniciativa de jogo, Ronaldinho Gaúcho distribui os passes e trabalha com Jô e Tardelli, atacantes experientes e espertos para explorarem as fragilidades do adversário.

Só que quando o contra-ataque é puxado, o resultado é mortal: Ronaldinho Gaúcho utiliza a velocidade de Bernard, eficiente para passar pelos zagueiros. Se a situação apertar, a tática é acionar Luan, ex-Ponte Preta e incrementar o ataque. Em diversos ataques no jogo em Buenos Aires, foi possível verificar uma troca vertiginosa de passes entre o quarteto formado por Cuca e que teve Bernard como estrela principal, autor de três gols.

Existem falhas? Sim, principalmente dos zagueiros em jogadas de bola parada. Como todo time brasileiro, a marcação é sobre a bola e não no jogador. Cuca não liga e fez sua escolha: quer jogar á brasileira e assumir todos os riscos. Tomara que tenha êxito. Merece levantar uma taça. Se for da Copa Libertadores, melhor ainda.

SHARE
Previous articleYoani Sanchez: quanto desperdício de tempo!
Next articleMuricy Ramalho e a recusa pela reciclagem profissional
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here