Andar de bicicleta na zona urbana? Aventura com resultados imprevisíveis

0
20

Vejo no noticiário o falecimento da diretora de televisão Gisela Matta. De uma maneira que virou rotina nas grandes cidades. Ela circulava de bicicleta quando um ônibus lhe atropelou. Foi para o hospital e não resistiu. Neste ano, já tínhamos acompanhado o drama do garoto que perdeu seu braço após ser pego por um motorista. Cenário? O de sempre: o ciclista sendo atacado pelo veiculo.

Confesso: não sou um ás do volante. Tomo todos os cuidados possíveis e imagináveis quando vejo um ciclista. Especialmente porque infelizmente as zonas urbanas não foram feitas para eles. Por causa de um planejamento urbano ridículo nas últimas décadas, as ciclovias são espaços raros de serem encontrados nas cidades. Pior: parece que a valorização é para contarmos com ruas cheias de automóveis. Dizem alguns que é sinal de progresso. Para mim, particularmente, é sinônimo de burrice.

O Brasil só será um lugar civilizado quando verificarmos que executivos utilizarem transporte coletivo para dirigirem-se ao seu local de trabalho e quando a bicicleta conseguir um bom e condizente para circular, como nos melhores países europeus. Na atual situação, andar de bicicleta com segurança, só dentro de chácara, sítio ou em condomínio fechado. E olhe lá…

SHARE
Previous articleMarco Feliciano: sensibilidade está em falta no seu portifólio…
Next articleO melancólico aniversário do Guarani
Elias Aredes Junior é jornalista, radicado na cidade de Campinas, Estado de São Paulo. Trabalha como repórter esportivo para o Jornal Todo Dia de Americana e também como comentarista esportivo para a Radio Central AM de Campinas, 870 KHz. Diariamente participa dos comentários na programação esportiva entre as 18:00 e 20:00, além de comentar jogos de futebol nas transmissões ao vivo da emissora. Aqui ele fala sobre tudo, futebol, esporte, política, religião, entretenimento, cultura, culinária, tudo isso sempre com seu olhar crítico e independente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here