América 0 x 2 Ponte Preta. Guto Ferreira motiva Adrianinho. A resposta aparece no gramado

0
15

Ninguém seria louco de ignorar o golaço de Adrianinho na vitória sobre o América (RN) por 2 a 0. Uma pintura, digna dos melhores atletas do futebol brasileiro. Uma prova que a chegada de Renato Cajá, ao invés de intimidar o jogador de 34 anos, lhe motivou a buscar um rendimento melhor. Está longe de mostrar o futebol dinâmico e versátil dos armadores da atualidade, mas dentro de suas limitações físicas é dito e notório que melhorou. Fato.

Só é preciso colocar luz sobre o participante vital desta nova roupagem de Adrianinho: Guto Ferreira. Aquele que no ano passado foi escolhido como o algoz e carrasco do camisa 10, Guto voltou ao Estádio Moisés Lucarelli maduro e capacitado para entender que o jogador de futebol também precisa ser fustigado e comandado na medida certa.

Lógico, os dois não viraram grandes amigos. Longe disso. Só que agora, antes mesmo do repórter perguntar nas entrevistas coletivas, o treinador pontepretano elogia o desempenho de Adrianinho no gramado, enfatiza a sua disciplina tática e não fecha a porta para o jogador a partir do momento que Renato Cajá estiver em condições de jogo.

O confronto na Arena das Dunas também foi palco de outro acerto de Guto Ferreira. Após o intervalo, a Macaca voltou melhor postada e posicionada e com Adrianinho mais próximo dos atacantes. Resultado: em 11 minutos, o jogo foi liquidado.

A análise acima é prova de que o blogueiro não persegue Adrianinho ou qualquer jogador. Apenas tem conceitos em relação ao futebol do Século 21 e analisa o desempenho dos jogadores a partir desta premissa. Quem pelo menos se esforçar para se enquadrar neste cenário sempre será alvo de reconhecimento. Adrianinho não é diferente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here